Secretaria de Previdência do Ministério da Economia classifica o PIRAPREV entre os 23 melhores do Estado de São Paulo na categoria médio porte

Dos 221 Regimes Próprios de Previdência Social do Estado de São Paulo, a Secretaria de Previdência do Ministério da Economia acaba de classificar o IPSPMP PIRAPREV entre os 23 melhores na categoria Médio Porte, atribuindo à instituição o conceito B.

O ranking consta no Indicador de Situação Previdenciária – ISP RPPS 2019, publicado em 09 /07/2020 pelo órgão federal.

Esse indicador é uma ferramenta de gestão previdenciária dos RPPS, instituída em setembro de 2017 pela Portaria SPREV nº 10/2017, para conferir visibilidade aos sistemas de previdência dos servidores públicos e fornecer critérios mais objetivos de comparação entre os entes e maior controle social da situação de cada Regime.

Na avaliação do Superintendente do PIRAPREV, Osmar Giudice, a instituição alcança o conceito em razão de sua cultura de gestão, que inclui o cumprimento das normas e legislações, tanto federal como estadual; planejamento estratégico baseado em seus valores e políticas internas; e comprometimento da alta em cumprir os procedimentos protocolares exigidos pelos indicadores previdenciários.

“Superamos todos os critérios exigidos, uma que a média nacional foi apurada em 0,54772 e o PIRAPREV alcançou 0,9232 de pontuação, um excelente resultado vez que também avançamos no ranking passando de Pequeno para Médio Porte”.

“Isso é fruto do trabalho incansável da equipe na busca pela excelência na oferta de serviços aos nossos aposentados e pensionistas”, reitera Osmar.

O Indicador de Situação Previdenciária também levou em consideração como critério classificatório dados relativos à melhoria e boas práticas de gestão do PIRAPREV, que já recebeu o prêmio de Boas Práticas em Gestão Previdenciária em 2016, naquela oportunidade concorrendo na categoria de Regime Próprio de Pequeno Porte.

Conforme a Secretaria de Previdência, o indicador também consolida o ISP-RPPS como instrumento que permite aos segurados e à sociedade acompanharem a situação de cada Regime Próprio, bem como possibilita que seus gestores adotem medidas gerenciais buscando alcançar melhores resultados.